Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

PEÇA SUA MÚSICA ↓

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!

Baixe o APP no celular!

Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!

ESTAMOS NO FACEBOOK

DEIXE SEU RECADO PARA NÓS!

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Bregas recifenses fazem sucesso em desfile de Sete de Setembro

Músicas Vai Descendo e Balança, de MC Troinha, foram temas de apresentações de pelo menos quatro bandas de fanfarra

   Bandas José Romão e Jesuína Show se apresentaram o soim do brega. Fotos: YouTube e Instagram/Reprodução

Nos desfiles em comemoração ao Dia da Independência do Brasil, celebrado nesta quinta-feira (7), não faltaram homenagens ao MC Troinha. O artista recifense foi lembrado em diversas apresentações de bandas de fanfarra no interior de Pernambuco e em outros estados, sobretudo com apresentações ao som dos hits Balança Vai descendo, que também foi gravado pelo manauara Márcia Fellipe. 

Um dos grupos que lançou mão das faixas foi a banda marcial José Romão, que desfilou nas ruas de Pedras de Fogo, na Paraíba. O coordenador geral e coreógrafo Wellington Victor, de 23 anos, foi o responsável pela ideia de usar o trabakho do cantor na apresentação. "Troinha está fazendo um sucesso muito grande aqui e resolvemos fazer uma pequena homenagem", afirma ele, acrescentando que a música brasileira deve ser respeitada, independente do ritmo. 

Nas redes sociais, o vídeo do desfile gerou uma série de comentários negativos, que reporvavam a inserção do brega em uma festa "política". Para Wellington, os críticos desconhecem o tipo de trabalho da banda José Romão: "Existem estilos de bandas marciais e de fanfarra. A nossa se encaixa ainda em outra categoria, a de banda show, que não faz os tradicionais desfiles de 7 de setembro. Fazemos evolução, pegamos músicas que estão 'estouradas' para o público". 

Em vez de uma baliza mulher, quem esteve à frente da José Romão neste ano foi um balizador. A quebra da tradição se deu pela vontade de Wellington, que assumiu o comando da apresentação pela primeira vez, de valorizar o talento dos dançarinos. "Na nossa banda tem um balizador e uma baliza mirim. Dentre os dançarinos, homens e mulheres, não podemos selecionar pelo sexo, mas pelo talento. Hoje, no Brasil, temos dançarinos talentosos em todo o Brasil", acredita ele. 

Em Caruaru, a homenagem ficou por conta da banda Jesuína Show. Aline Santos, que integra a diretoria da organização, conta que a ideia de usar Troinha no desfile veio dos próprios músicos. Eles foram apoiados pelas dançarinas, que criaram a coreografia para Vai descendo e a executaram. "A partir do momento que você vai ao públivo, é preciso aceitar os elogios e críticas. Muita gente falou mal, mas teve quem aplaudisse. A nossa banda não só toca, também dança", elucidou ela sobre a apresentação. O prório MC Troia compartilhou vídeos das apresentações tanto da José Romão quando da Jesuína Show, enaltecendo as coreografias. 

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Tempo Macaparana

Anuncie Aqui!

Publicidade

Publicidade

Ivo Refrigeração

CLASSIFICADOS

Resultado Mega Sena

Horóscopo