Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

PEÇA SUA MÚSICA ↓

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!

Baixe o APP no celular!

Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!

ESTAMOS NO FACEBOOK

DEIXE SEU RECADO PARA NÓS!


quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Professora é envenenada por alunos em Nazaré da Mata

Duas crianças e um adolescente teriam colocado chumbinho na água da docente



A equipe da Delegacia de Nazaré da Mata investiga uma suspeita de envenenamento contra uma professora dentro de uma escola pública do município nesta quinta-feira. Segundo informações preliminares, duas crianças de 10 e 11 anos e um adolescente de 13 anos teriam colocado chumbinho dentro da garrafa d'água da docente em sala de aula. Os três são alunos da professora.

Até o momento, não foi registrada uma queixa formal sobre o caso, mas a Polícia Civil de Pernambuco informou que já abriu inquérito para investigar o caso. O Diario de Pernambuco confirmou que a professora foi internada e já recebeu alta do Hospital Ermírio Coutinho, mas a unidade de saúde não forneceu mais detalhes. 

Segundo a polícia, um agente que compareceu ao Hospital Ermírio Coutinho para verificar a situação da professora também recebeu a informação da alta e obteve uma cópia do prontuário. No documento, o médico registrou o caso como suspeita de envenenamento, mas, depois de administrar medicações não especificadas, deu alta à paciente.

Testemunhas disseram que a educadora passou mal após beber uma água durante a aula. Para a polícia, a educadora confirmou a informação. Segundo ela, os três alunos costumam causar problemas na sala devido ao comportamento. Agentes estiveram no local, colherem materiais e encaminharam ao Instituto de Criminalística. Ainda de acordo com a polícia, foi cumprido o procedimento padrão do Ceatox para casos de envenenamento. O delegado Rommel Ricardo, titular da Delegacia de Nazaré da Mata, é o responsável pelas investigações.

As identidades dos alunos estão sendo preservadas.

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Carteira de habilitação eletrônica já pode ser testada por motoristas

O documento digital será usado a partir de fevereiro de 2018 e terá o mesmo valor jurídico do impresso



Foto: Agência Brasil
Uma versão de teste da Carteira Nacional de Habilitação eletrônica já está disponível para ser baixada pelos motoristas. O documento digital será usado a partir de fevereiro de 2018 e terá o mesmo valor jurídico do impresso.

A versão de demonstração do aplicativo CNH-e está disponível apenas para aparelhos com sistema operacional Android e pode ser encontrado na internet. 

O aplicativo, desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), permitirá aos motoristas terem acesso ao arquivo digital da CNH por meio do telefone celular.

O aplicativo deverá estar disponível para download nas lojas virtuais Apple Store e Google Play até fevereiro do próximo ano.

Como vai funcionar

Com a CNH eletrônica, os agentes de trânsito poderão checar os dados dos documentos por meio do mesmo aplicativo, que fará a leitura do QRCode. Assim, o motorista poderá apresentar o documento digital a qualquer autoridade de trânsito, evitando multas caso tenha esquecido ou perdido o documento impresso.

A habilitação física continuará sendo emitida aos condutores que a solicitarem aos departamentos de trânsito estaduais.

Futuramente, o motorista também poderá conferir, pelo aplicativo, a pontuação de infrações cometidas, ser avisado quando a CNH estiver perto de vencer e saber sobre campanhas de trânsito.

sábado, 26 de agosto de 2017

O Brasil está virando uma república de bananas, diz Lula, no Recife

Segundo o ex-presidente petista, o país está parecendo uma imobiliária, com o governo Michel Temer querendo se desfazer de todo o patrimônio nacional. Lula ainda focou seu discurso no Nordeste, principal reduto eleitoral do PT


De camisa branca e crucifixo no peito, após ganhar de presente no palco, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) focou o discurso que fez nesta sexta-feira (25), na Praça do Carmo, na força do Nordeste e no legado que deixou para a região e para o país. O ex-presidente acusou o governo Michel Temer (PMDB) de se parecer com uma “imobiliária”, por tentar se desfazer de todo o patrimônio nacional, incluindo a Eletrobras e a Chesf. “Parece que abriram uma imobiliária que não sabem governar. Deixem quem foi eleito pelo povo voltar”, alfinetou, diante de cerca de 30 mil pessoas, segundo os organizadores. Ainda numa explanação sobre todas as conquistas que fez durante sua gestão, ele lembrou que o país era respeitado internacionalmente e o povo tinha esperança, estava feliz, na época. “Agora, o Brasil esta virando uma república de bananas, com elites perversas governando esse país”. 

Lula chegou ao evento por volta de 18h40. Foi recebido pela militância e a movimentação foi grande no local onde o petista e comitiva tiveram acesso ao palco. As pessoas se espremeram no gradil para tocar e falar com o ex-presidente. O evento foi transmitido ao vivo pelo Facebook de Lula. O ato foi marcado pela presença de muitos artistas, atores, poetas, cantores, gente que fazia parte da base petista. “Toda arte é política. A elite não suporta a democracia e defender lula é defender a nossa democracia”, afirmou Irandhir Santos, ator de filmes como Febre do rato, O Som ao redor, Aquarius, Tatuagem e Tropa de Elite 2. 

Segundo Lula, que evitou lançar nomes de pré-candidatos ao governo de Pernambuco no discurso, o Nordeste precisou de toda a atenção do seu governo, porque não merecia ser a região com mais desempregos, mais retirantes e sobrevivendo de frentes de trabalho, sem esperança para o sertanejo.  “Deus fez o Nordeste para que o povo do Nordeste tivesse tanto direito quanto qualquer outro (povo) do país”, declarou, sem deixar de citar as obras que trouxe para Pernambuco. 

O ato político não causou transtornos ao trânsito. A única interdição visível foi o bloqueio do acesso à avenida Dantas Barreto. Os veículos fizeram um desvio na avenida Nossa Senhora do Carmo.


    Dilma agradeceu, em nome de Silvio Costa, aos deputados que votaram contra seu impeachment em Pernambuco. Ela disse que nunca imaginou que o país ia viver um segundo golpe. Foto: Ricardo Fernandes/DP

Vestida de vermelho, a ex-presidente Dilma Rousseff voltou a falar sobre o fato de ter sido vítima do impeachment e recebeu o apoio de mulheres que estavam na plateia, as mesmas que entoaram músicas para ela e gritos de guerra. Dilma se disse extremamente agradecida pelo apoio que recebeu do sexo feminino ao longo do processo que culminou com sua cassação, especialmente pelo caráter “machista do golpe”. “Eu sofri dois golpes, o golpe da ditadura militar, que durante 21 anos tirou do Brasil a democracia e também nos legou um período muito triste, onde ocorreram torturas e prisões. Pensávamos que tinha sido enterrado, mas voltou a acontecer”.

Dilma agradeceu, em nome do deputado federal Silvio Costa (PTdoB), aos deputados federais pernambucanos que votaram contra o impeachment, num sinal de que ela ainda não digeriu a postura adotada pelo PSB do estado durante o processo. “A gente supunha que esse país não ia sofrer outra vez um golpe de estado. Durante o impeachment, muitas pessoas demonstraram sua coragem e demonstraram, acima de tudo, o compromisso com a democracia. Queria mencionar, por uma questão de Justiça, agradecer ao deputado Silvio Costa. Em nome dele, agradeço toda bancada federal aqui do estado que votou contra o impeachment, num gesto de defesa e coragem. Nós sabemos que tem uma etapa do golpe que culmina com a eleição de 2018. Querem impedir que possamos escolher o presidente que está no coração de todos os brasileiros”, declarou a petista, que, pela primeira vez, participou da Caravana da Cidadania, iniciada no dia 17 de agosto. 

A concentração na Praça do Carmo começou por volta das 16h, com discursos recheados com críticas ao presidente Michel Temer (PMDB), e apresentações culturais. Muitos estudantes participaram do ato político, que estava lotado de bandeiras vermelhas. "Nós reconhecemos a importância do que Lula já fez pelo Brasil. Apesar de haver divergências dentro do grupo, reconhecemos a importância dele. Somos contra esse governo golpista", disse Hanna Elizie, que faz parte do grupo Contestação, da Faculdade de Direito do Recife.

O frei Aloísio Fragoso, conhecido nos movimentos sociais, fez um discurso emotivo para homenagear o petista antes mesmo de ele chegar ao palco. “Companheiro Lula, cuide muito de sua saúde, porque você não é mais Luiz Inácio Lula da Silva. Você incorporou a alma do povo brasileiro. E agora você é nós, por isso você não pode adoecer para não enfraquecer a luta do seu povo. Você é, reconhecidamente, o único líder popular do Brasil”. 

Para o presidente da CUT, Carlos Veras, “a caravana resgata a esperança para enfrentar os golpistas”. Veras foi ovacionado pela plateia que gritava fora Temer. 

O evento contou com a participação da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e do senador Lindnberg Farias, além do deputado federal Silvio Costa (PTdoB), de Luciana Santos (PCdoB), entre outros. 

Luciana Santos defendeu Dilma Rousseff, afirmando que ela reduziu a taxa de juros no Brasil e deu continuidade ao governo de Lula, que trouxe para o estado a Hemobras, a fábrica da Jeep, e a refinaria Abreu e Lima e as universidades. Sobre Dilma, Luciana lembrou da conquista do Pronatec,  e do Fieis. Por isso que as elites desse país nunca se conformaram”.

Segundo o senador Humberto Costa, as grandes obras iniciadas por Lula em Pernambuco foram paralisadas no estado e, agora, o governo federal quer tirar o direito do povo brasileiro. “Estamos aqui denunciando que, quanto mais eles tentarem cortar o direito do povo, mais nós vamos resistir. Pernambuco não se dobra”, disse ele, complementando que fizeram o impeachment de Dilma para dar posse “ao maior bandido que já passou pela história desse país”. “Eles não se enganem: tudo que eles estão fazendo agora, nós vamos revogar para o Brasil voltar a ser grande, para que nosso povo tenha orgulho de ser brasileiro”, declarou.

Lula já percorreu Sergipe, Bahia e Alagoas. Ele vai amanhã para Brasília Teimosa, bairro que considera como um dos seus principais redutos eleitorais, e depois segue para a Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí e Maranhão.


Por: Aline Moura - Diario de Pernambuco

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Usina Coaf/Crurangi prevê 45% de aumento na moagem

Com a presença do governador Paulo Câmara, produção tem início amanhã (25) em Timbaúba. Unidade aumentou em 16% o número de postos de trabalho


Após cinco anos seguidos de seca, as chuvas dos últimos meses veio trazer esperança com aumento da produção diante da alta mortandade da cana. Por isso, com grande expectativa de crescimento em 45% em relação a 2016, que a usina Coaf/Crurangi, localizada em Timbaúba, irá fazer a moagem da grande produção de cana nesta sexta (25). A celebração contará com a presença do governador Paulo Câmara, que irá participar em seguida de uma missa campal no pátio fabril. Com o incremento da produção, os postos de trabalho também foram ampliados para 16%, com cerca de 50 novas contratações extras em relação a safra passada.

De acordo com o presidente da Cooperativa de Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (Coaf), Alexandre Andrade Lima, com a regularidade das chuvas dos últimos meses no estado, apesar de um início complicado da safra atual, espera-se moer cerca de 500 mil toneladas de cana, superando a produção do ano passado na qual foram moidas 345 mil toneladas.

Com a produção conjunta de açúcar e etanol, existe uma expectativa em relação a elevação de quatro mil toneladas de cana por dia para até seis mil, resultando em um incremento produtivo diário de 50%. Neste caso, uma produção de 600 mil sacos de 50Kg, o que corresponderá a 300 mil toneladas de cana esmagadas, além de 20 milhões de litros de etanol, moendo mais 200 mil toneladas de cana. A cooperativa também irá lançar no mercado o açúcar com a marca Água Azul.

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Governo anuncia 57 projetos de concessões e privatização de empresas públicas, incluindo Casa da Moeda

Com a medida, o governo espera arrecadar, a partir deste ano, cerca de R$ 44 bilhões



Com a meta de melhorar o caixa da União e estimular a economia, o governo decidiu colocar à disposição da iniciativa privada a administração de 14 aeroportos, 11 lotes de linhas de transmissão, 15 terminais portuários, além de parte da Eletrobras, como foi anunciado no início da semana. Com a medida, o governo espera arrecadar, a partir deste ano, cerca de R$ 44 bilhões. 

Em reunião hoje (23) no Palácio do Planalto, o Conselho do Programa de Parcerias de Investimento (PPI) decidiu incluir no programa de desestatização rodovias, a Casa da Moeda, a Lotex e a Companhia Docas do Espírito. Ao todo, são 57 projetos de venda de empresas e parcerias público privada.

Aeroportos

Os aeroportos a serem licitados foram divididos em quatro blocos. Um deles inclui apenas o aeroporto de Congonhas, segundo maior do país com movimento de 21 milhões de passageiros por ano. Um segundo abrange aeroportos do Nordeste (Maceió, Aracaju, João Pessoa, Campina Grande, Juazeiro do Norte e Recife). Outro bloco será formado por terminais localizado no estado de Mato Grosso (Cuiabá, Sinop, Ala Floresta, Barra do Garça e Rondonópolis). Um quarto bloco vai abranger os aeroporto de Vitória e de Macaé.

Ainda no setor aeroportuário será realizada a alienação da participação acionária da Infraero (49%) nos aeroportos de Guarulhos, Confins, Brasília, e Galeão, que já foram licitados. 

Linhas de transmissão

Os lotes de linhas de transmissão, que serão licitados em dezembro, estão distribuídos em dez estados: Bahia, Ceará, Pará, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Minas, Gerais e Tocantins.

“O modelo de remuneração e as taxas de desconto fazem com que os investidores enxerguem as linhas de transmissão como investimento de renda fixa”, diz trecho do documento divulgado pelo Planalto. 

Com a repasse dos 15 terminais portuários à iniciativa privada, o governo estima arrecadar R$ 2 bilhões.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Preço do botijão de gás dispara, chega a R$ 80, e deve subir ainda mais


Nova política de flutuação de preços da Petrobras confunde os consumidores, derruba as vendas e preocupa os comerciantes

Por: Correio Braziliense

A nova política de flutuação de preços do gás de cozinha imposta pela Petrobras preocupa revendedores locais e confunde consumidores. De acordo com os empresários, desde que o reajuste do produto passou a ser mensal, o valor disparou e as vendas caíram. Em três meses, o aumento acumulado soma 8,93% — foram duas variações positivas e uma negativa. A Associação Brasiliense de Empresas de Gás (Abrasgás) critica a mudança de precificação feita pela estatal, alegando que gera falências no setor e crescimento do comércio clandestino de botijões. A entidade estuda as medidas judiciais cabíveis. Enquanto isso, o consumidor já encontra unidades sendo vendidas a R$ 80 no Distrito Federal.

Desde junho, a Petrobras passou a corrigir mensalmente o valor do Gás Liquefeito de Petróleo, o GLP-P13, conhecido como gás de cozinha ou doméstico todo dia 5 do mês. O preço final passou a levar em conta as cotações no mercado internacional. Até maio de 2017, a estatal adotava uma política que evitava o repasse da volatilidade do câmbio e das cotações internacionais no mercado interno. Por isso, geralmente, fazia-se uma correção anual. Na ocasião do anúncio da flutuação, o presidente da companhia, Pedro Parente, ressaltou que o gás não tinha uma política de comercialização definida e que, com a alteração, a Petrobras completava “o ciclo de definição de políticas para os produtos da companhia”.

Dificuldade

Acostumados a trabalhar com uma variação anual, os revendedores estão com dificuldades de se adequar à nova política de preços da estatal. A crítica é a de que a mudança foi muito repentina. O empresário Wellington Marques tem uma revenda no Cruzeiro e está no segmento há 20 anos. Ele conta que a mudança da Petrobras pegou os revendedores de surpresa. “Avisam um dia antes qual será o preço novo. Eu não tenho tempo nem de comunicar os consumidores. Quando o cliente chega, leva o susto. Por isso, poderiam, ao menos, informar o índice do repasse 10 dias antes”, sugere. Wellington explica que, por causa da regulação, ele não pode estocar mais que 480 vasilhames no depósito, o que o deixa somente com a quantidade que vai vender. “Com o estoque regulado, quando o preço muda, eu tenho que repassar ao consumidor imediatamente.”

Proprietária de revendas no Distrito Federal e no Entorno goiano, Veruska Moura contabiliza queda de 30% no volume de vendas desde a implementação da nova política de preços. “O consumidor não aceita esses repasses e as empresas regularizadas não dão conta de segurar. Muita gente está fechando as portas. Não posso dar a minha palavra nas negociações. A gente está sendo massacrado”, comenta.

Para calcular o impacto da nova política da Petrobras, a Abrasgás está fazendo um levantamento de quantas empresas fecharam as portas por causa da flutuação de preços. “Tivemos mais revendas falindo em 90 dias do que nos últimos dois anos”, alerta Cyntia Moura Santo, diretora da Abrasgás. “Aliado a isso, estamos assistindo à proliferação do mercado clandestino: o revendedor não consegue manter custos fixos, aí fecha as portas e, para não ficar sem trabalho, vai pirangar na rua. Fora aqueles que vendem o botijão adulterado”.


Questionada sobre as críticas dos revendedores em relação à política de flutuação de preços, a Petrobras respondeu que só tem ingerência em 54% da composição do preço do botijão. “Sendo as distribuidoras e revendedoras livres para definirem as margens praticadas”, diz, em nota. Quanto ao aumento da comercialização clandestina, a estatal ressalta que a fiscalização é de competência da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Industrial

Os valores do GLP para uso comercial ou industrial (vendido a granel ou envasado em botijões de mais de 13kg) também passaram a ser reajustados de acordo com a flutuação no mercado internacional, o que significa que as alterações nos preços podem ser feitas a qualquer momento. O último reajuste, em vigência desde 16 de agosto, aumentou os preços de comercialização às distribuidoras do GLP em 7,2%. A flutuação dos valores, no entanto, suscita críticas entre revendedores e clientes.

Érica Vanessa Tenório, 37 anos, é dona de um restaurante no Cruzeiro e diz que passou a colocar os custos na ponta do lápis. “Diminuí o uso de água e passei a comprar artigos de limpeza mais baratos para contrabalançar os gastos”, relata. Para manter o self-service, ela consome até dois botijões por dia. “Uso gás na churrasqueira, no fogão e na chapa”, enumera. Érica conta que desembolsou R$ 744 em junho. Para agosto, a empresária espera pagar, no mínimo, R$ 800.

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Lula dá 'sarrada no ar' e pede apoio de 'lulinhas' do Nordeste

O ex-presidente entrou no clima da juventude do PT e a imagem viralizou nas redes sociais

   Lula deu a sarrada na saída do festival da juventude do PT (foto: Ricardo Stuckert)

Em caravana pelo Nordeste, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se encontrou nesse domingo (20) com jovens correligionários e deu uma “sarrada” com os militantes na Bahia. A publicação de foto e vídeo com o petista fazendo o passo de funk, que ficou famoso na música Sarrada no ar, ou passinho do romano, viralizou nas redes sociais. 

Lula foi recebido com aplausos por jovens petistas na saída do Festival da juventude de Cruz das Almas. No encontro, ele exaltou os feitos do PT no governo e disse que conta com a força da juventude para evitar “retrocessos” vindos de uma classe golpista.

“Se eles querem mexer com o Lula, vão ver a quantidade de Lulinhas que agora existem por aí”, afirmou o ex-presidente. No evento, o petista carregou um menino de dois anos que foi batizado de Lula em sua homenagem. 

A postagem com a sarrada teve mais de 110 mil curtidas e 37,4 mil compartilhamentos na página oficial de Lula, que tem 71 anos. 

O assunto também rendeu vários comentários no twitter. “Vocês imaginam o Temer dando uma sarrada? Não né”, disse um usuário. Outra disse que o passinho foi a melhor coisa do dia na internet. Já um opositor do petista aproveitou para criticar. “Ele deu uma sarrada tão violenta que levou nossa dignidade pro lixo”, disse.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Polícia faz operação para desarticular grupos criminosos de Timbaúba

As três organizações são suspeitas de homicídios e tentativas de homicídios, tráfico de drogas, roubos, porte ilegal e comércio de armas e munições

    Os presos e materiais apreendidos estão sendo levados para a Delegacia de Timbaúba
    Foto: Reprodução/Google Street View
A policia civil deflagrou, nesta quinta feira (17), a operação novo tempo para desarticular três organizações criminosas com base em timbaúba e ramificações em, outras cidade da mata norte e também no recife. Os grupos são suspeitos de homicídios e tentativa de homicídios, trafico de drogas, roubos, porte ilegal e comercio de arma de fogo e munições.
Ao todo estão sendo cumpridos 44 mandatos de prisão preventiva, 8 mandatos de busca e apreensão de adolescente infrator e 21 mandatos de busca e apreensão domiciliar.
Durante as investigações, 36 pessoas já haviam sido presas. Também houve a apreensão de 19 armas e uma grande quantidade de drogas.
Mais de 120 policiais civis, entre delegados, comissários, agentes e escrivães participam da operação. Os presos e os materiais apreendidos estão sendo levados para delegacia de timbaúba onde sera apresentado um balanço parcial da operação.

Por: Jc online

Lula volta a suas raízes para reconquistar o Brasil

A viagem de três semanas, na qual percorrerá 28 cidades, é também um retorno às raízes do ex-presidente, que nasceu em Pernambuco



O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva começa nesta quinta-feira uma caravana pelo Nordeste do país, seu reduto histórico, em um esforço para se reinventar depois da sentença por corrupção que ameaça as suas chances de se candidatar à Presidência em 2018.

As eleições presidenciais ocorrerão em outubro do ano que vem e muitos dos possíveis candidatos mantêm discrição. No entanto, o ícone da esquerda não tem tempo a perder.

Aos 71 anos, Lula se encontra em uma encruzilhada. Condenado a nove anos e meio de prisão por corrupção, e autorizado a apelar da sentença em liberdade, apostará em seu carisma para lutar por um retorno improvável.

Esta viagem de três semanas, na qual percorrerá 28 cidades, é também um retorno às raízes do ex-presidente, que nasceu em Pernambuco.

Sétimo filho de um casal de analfabetos, nestas terras áridas Lula conheceu a fome antes de sua família emigrar para São Paulo, quando tinha sete anos.

A caravana "Lula pelo Brasil", que começará em Salvador, se inspira nas "Caravanas da Cidadania", que permitiram o ex-dirigente sindical visitar 359 cidades entre 1993 e 1996. Seis anos depois, se tornava o primeiro chefe de Estado operário do Brasil.

Herança social 

E o Nordeste é, também, uma das regiões que mais se beneficiou das ambiciosas políticas sociais de Lula, que contribuíram para tirar milhões de brasileiros da pobreza durante os seus dois mandatos.

Um legado com o qual pretende se reencontrar agora durante uma viagem que incluirá, entre outros, atos em universidades criadas durante o seu governo e uma reunião com pequenos agricultores para defender políticas sociais que "foram reduzidas ou desmanteladas" pela administração de Michel Temer, segundo adiantou a sua assessoria de imprensa.

"Lula é um candidato que precisa tocar as pessoas, abraçar as crianças. A força do contato físico pode gerar imagens icônicas e fortalecer ainda mais a sua imagem de líder messiânico", avaliou à AFP Paulo Moura, especialista em Marketing Político.

Com uma impressionante taxa de popularidade de 80%, Lula era praticamente intocável quando deixou o poder em 2010, enquanto o Brasil era impulsionado pelo boom das matérias-primas.

Mas hoje o panorama mudou consideravelmente. O país luta para sair de sua pior recessão em um século, quando completa um ano que sua sucessora e afilhada política, Dilma Rousseff, foi destituída acusada de maquiar as contas públicas.

Única esperança

Tampouco os anos trataram Lula melhor, cuja imagem foi substancialmente manchada pelos escândalos de corrupção.

Em 12 de julho, o ex-presidente foi condenado a nove anos e meio de prisão pelo juiz Sérgio Moro, encarregado em primeira instância da Operação Lava Jato. 

Visto por muitos como o símbolo da luta contra a corrupção - e inimigo íntimo de Lula -, o popular juiz também congelou seus bens e acolheu pouco depois uma segunda denúncia contra ele por outro caso relacionado ao mesmo escândalo.

O líder da esquerda nega todas as acusações e as atribui a uma tentativa das elites de bloquear a sua eventual candidatura à Presidência. Isso acontecerá, a princípio, se a sentença for confirmada em segunda instância.

Enquanto isso, as pesquisas continuam colocando-o em primeiro lugar, caso possa se candidatar, embora os resultados devam ser vistos com cautela, já que Lula também é a figura que desperta grande rejeição. Os analistas consideram que a sua vantagem poderá diminuir quando outros candidatos se lançarem oficialmente à disputa.

Apesar das polêmicas, Lula é visto por muitos como a única esperança do Partido dos Trabalhadores (PT) para se recuperar do revés histórico sofrido nas eleições municipais de outubro de 2016.

"Esta caravana no Nordeste tem um propósito duplo: contestar a condenação, dando a imagem de que uma pessoa tão adorada não possa ir à prisão, além de mobilizar as tropas do PT, que precisam de seu carisma para sobreviver", analisou Paulo Moura.

Governo fez em 17 meses o que não foi feito em 20 anos, diz Temer

Temer afirmou que no seu governo a postura é de encarar os problemas de frente, sem recorrer a atalhos



Durante a conferência anual do Banco Santander, que aconteceu nesta quarta-feira, 16, em São Paulo, o presidente Michel Temer afirmou que o seu governo "fez em 17 meses o que não foi feito em 20 anos". Para demonstrar seu ponto de vista, Temer listou ações como a PEC dos gastos, o projeto de terceirização, a reforma trabalhista, o novo modelo de governança nas estatais e outras.

"Um debate franco sobre o Brasil exige reconhecer que os últimos anos têm sido desafiadores, mas que agora o Brasil tem rumo", disse o presidente. Segundo ele, "temos que fazer tudo rapidamente".

Temer afirmou que no seu governo a postura é de "encarar os problemas de frente, sem recorrer a atalhos". E que tem adotado medidas populares e não populistas. "As medidas populistas causam prejuízos, as populares serão reconhecidas no futuro. Meu governo não cede ao populismo, mas persegue a eficiência", disse.

O presidente afirmou ainda que a reforma da Previdência é uma "reforma pra hoje" - e usou o Rio de Janeiro como o resultado de uma crise previdenciária." "Temos que reformular a Previdência em pouquíssimo tempo". Ele afirmou que a reforma da Previdência irá atingir os privilegiados do serviço público e não o trabalhador que ganha um ou dois salários mínimos. Para o presidente, as críticas à reforma são apenas de natureza política. Ele também afirmou estar trabalhando em um projeto de simplificação tributária. 

Sobre a reforma política, Temer voltou a dizer que em seu governo "o legislativo é parceiro" e que "trabalhamos juntos para governar juntos". Em tom de crítica, Temer disse que o "Brasil tem uma vocação centralizadora e que o povo parece gostar dessa centralização".

Nesse sentido, segundo o próprio presidente, o seu governo estaria quebrando esse paradigma centralizador e trabalharia para "quebrar esse ciclo histórico de que a cada 25, 30 anos haveria a necessidade de um novo Estado". Temer afirma que o que é preciso é seguir as diretrizes da constituição de 1988 e "continuar com as adequações modernizantes da estrutura governativa, econômica e social".

No final do evento, o presidente disse para os presentes que saíssem de lá com a "alma inflamada", divulgassem suas ideias e os benefícios da reforma.

O presidente deixou o teatro Santander sem falar com a imprensa.

O presidente do Santander Brasil, Sérgio Rial, elogiou o presidente dizendo que com Temer houve uma "mudança importante na doutrina econômica".

Lula começa hoje caravana de 20 dias por 25 cidades do Nordeste

Apelidada de "Lula pelo Brasil", a maratona para reforçar a popularidade do petista começa em Salvador (BA), onde ele participa de um ato às 17h, e será encerrada em São Luís do Maranhão (MA)
    Foto: Ricardo Fernandes/DP

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva inicia nesta quinta-feira, 17, em Salvador, uma caravana de 20 dias por 25 cidades e nove Estados do Nordeste. Apelidada de "Lula pelo Brasil", a maratona para reforçar a popularidade do petista começa em Salvador (BA), onde ele participa de um ato às 17h, e será encerrada em São Luís do Maranhão (MA).

Nesse período, o ex-presidente participará de uma variedade de eventos, desde atos em defesa de políticas públicas da era petista até uma cerimônia de colação de grau, passando por cafés da manhã com prefeitos e políticos locais e reuniões com sindicatos e movimentos sociais da região.

Lula também receberá ao menos três títulos de doutor honoris causa, concedidos pela Universidade do Recôncavo da Bahia (UFRB) Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL). Condenado na Lava Jato a 9 anos e 6 meses de prisão em julho, o petista reedita a estratégia das caravanas, usada pela primeira vez em 1993 e repetida em 2001, para fazer sua defesa e também para amarrar alianças, promover realizações de seus governos e apresentar propostas para a campanha de 2018.

O trajeto de cerca de 4 mil quilômetros pela Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão será majoritariamente feito de ônibus, mas também de avião e de barco. Na estrada, Lula terá a companhia fixa apenas de Marcio Macedo, vice-presidente nacional da legenda e organizador da caravana.

Os eventos contam ainda com a participação pontual da presidente da legenda, Gleisi Hoffman, e de parlamentares da região, como o senador José Pimentel (CE). Lula ainda deve se encontrar com os governadores petistas Rui Costa (BA), Camilo Santana (CE) e Wellington Dias (PI), bem como o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

A agenda completa, no entanto, ainda está sendo confirmada à medida em que a caravana vai se desenrolando. Esta é a primeira fase do projeto, que prevê também outra caravana no interior de São Paulo, no Sul, Sudeste e ao Norte. Os principais eventos vão ser transmitidos ao vivo pelo site oficial do PT na internet e pelas páginas do partido nas redes sociais.

Por: AE

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Fase final da Copa do Brasil será exibido no cinema

Recifenses poderão acompanhar disputa entre Flamengo e Botafogo

   Sócios-torcedores do Flamengo e Botafogo têm direito a desconto no ingresso. Foto: Gilvan de Souza /Flamengo
Na próxima quarta-feira (23), torcedores pernambucanos fanáticos por futebol poderão conferir ao vivo, em grande tela e alta definição, a partida da semifinal da Copa do Brasil 2017 nos cinemas. Às 21h15 do dia 23 de agosto, o Cinemark programa no Recife a disputa entre Flamengo e Botafogo, que disputam vaga na final da competição, no cinema do RioMar Shopping.

A exibição integra uma ação nacional do Cinemark, que vai transmitir, em alta definição, os jogos da rodada em 30 salas, distribuídas em dez cidades do país, como Aracaju, Goiânia, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. Além de Flamengo e Botafogo, Cruzeiro e Grêmio se encontram nas semifinais - a partida, porém, não tem sessão programada para o Recife.

Os ingressos para a transmissão se encontram à venda e podem ser adquiridos no site do cinema ou na bilheteria. Os ingressos custam R$ 25 (meia) e R$ 50. Os clientes que possuem o cartão Cinemark Mania e também sócios-torcedores do Flamengo e Botafogo têm direito a 50% de desconto na compra do ingresso na capital pernambucana.

SERVIÇO
Semifinais da Copa do Brasil 2017: Flamengo x Botafogo
Quando:
 quarta-feira (23), às 21h15 com o pré-jogo; início da partida às 21h45m
Quanto: R$ 50 e R$ 25 (meia)
Onde: Cinemark Recife (RioMar Shopping, Av. República do Líbano, s/n, Pina)

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Pernambuco chega a 3.323 assassinatos. Só em julho, 447 pessoas foram mortas

Nos crimes violentos contra o patrimônio (CVPs), que englobam assaltos a transeuntes, roubos a ônibus, bancos e outros que visam a subtração de valores e pertences, o acumulado foi de 10.064 (média diária de 324,65) somente em julho


O mês de julho teve o registro de 447 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) em todo o estado, segundo dados da Secretaria de Defesa Social (SDS) divulgados nesta terça-feira, o que representou uma média diária de 14,42 homicídios, contra 12,67 no mês anterior. Em junho, 380 pessoas foram assassinadas no estado. Somados os sete primeiros meses deste ano, o total de mortes violentas já chega a 3.323, número maior do que o registrado em todo o ano de 2013, quando 3.100 pessoas foram asassinadas em Pernambuco. O secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, falou sobre os números.

“Trabalhamos intensamente para que continuássemos a tendência de queda dos CVLIs registradas, mês a mês, entre abril e junho. Prendemos mais suspeitos em flagrante delito (1.964 presos em julho, contra 1.947 em junho), recolhemos mais por ato infracional (416 contra 392). Em todo o ano, foram 13 mil presos em flagrante, sendo 1.355 homicidas. Dos homicídios de julho, 32% tiveram relação com o tráfico de drogas, 19% foram acerto de contas e 18,5% foram resultantes de conflitos na comunidade ou proximidade”, detalhou o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua, demonstrando confiança na queda desses índices a partir dos próximos meses.

Já nos Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), que englobam assaltos a transeuntes, roubos a ônibus, bancos e outros que visam a subtração de valores e pertences, foram contabilizadas no mês de julho 10.064 ocorrências, uma média diária de 324,65, contra 10.142 no mês anterior (338,07/dia). “Os celulares ainda são o maior objeto dos roubos, e é por isso que criamos o programa Alerta Celular, para que a população ajude, informando o IMEI do aparelho no site da SDS (www.sds.pe.gov.br). Identificando celulares roubados ou furtados e os receptadores, diminuiremos a atratividade dessa modalidade criminosa”, explica o secretário. Em julho, houve 5,65% de queda na média diária de roubos de veículos (51,5 contra 51,52 no mês anterior) e 14,63% nos furtos de automóveis (17,39 contra 20,37).
Em relação à violência contra as mulheres, segundo a SDS, houve redução. Em junho foram contabilizados, a cada dia, 5,1 estupros. No mês de julho, de acordo com os dados divulgados nesta terça-feira, foram registrados 3,03 casos por dia, o que representa uma diminuição de 40,54%. Houve ainda a queda de 11,26% nos registros de vítimas de violência doméstica e familiar: 74,52 casos/dia em julho contra 83,97 no mês anterior.

Por: Diario de Pernambuco
←  Anterior Proxima  → Inicio

Tempo Macaparana

Publicidade

Publicidade

Ivo Refrigeração

CLASSIFICADOS

Resultado Mega Sena

Horóscopo