Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

PEÇA SUA MÚSICA ↓

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!

Baixe o APP no celular!

Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!

ESTAMOS NO FACEBOOK

DEIXE SEU RECADO PARA NÓS!


sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Relatório mostra que 815 milhões de pessoas passam fome no mundo

A grande maioria das 815 milhões de pessoas que sofrem de insegurança alimentar (489 milhões de pessoas) vivem em países afetados por conflitos


Em todo o mundo, 815 milhões de pessoas passam fome. Um dos desafios da humanidade será garantir que, em 2050, com uma população estimada em 10 bilhões de pessoas, todos tenham o que comer, prevê o relatório The State of Food Security and Nutrition in the World 2017 (o estado da segurança alimentar e nutrição no mundo, em tradução livre).

O estudo foi anunciado hoje (15), em Roma, por organismos das Nações Unidas e oferece estimativas atualizadas sobre o número e proporção de pessoas que sofrem com a fome, apresentando dados globais, regionais e nacionais, além de avaliar as perspectivas para o futuro.

Conflitos

A grande maioria das 815 milhões de pessoas que sofrem de insegurança alimentar (489 milhões de pessoas) vivem em países afetados por conflitos. Quase 122 milhões de crianças menores de cinco anos, com atrasos de crescimento (75% delas), vivem em situação de conflito.

De acordo com o relatório, os países em conflito apresentam em média uma taxa de desnutrição infantil de 9% a mais do que nos outros países. Desde 2010, com o aumento dos conflitos violentos, estabeleceu-se a tendência de aumento no número de desnutridos nestes locais.

Fome

Após uma trajetória de queda, que durou mais de uma década, a fome em todo mundo parece estar aumentando de novo, afetando atualmente 11% da população mundial, segundo o relatório.

Enquanto em 2015 o número de pessoas subalimentadas no mundo era 777 milhões, agora o problema alcançou 815 milhões de pessoas.

Apesar da redução nos índices de desnutrição infantil, no ano passado 155 milhões de crianças menores de cinco anos em todo o mundo sofriam de desnutrição crônica, o que aumenta o risco de diminuição da capacidade cognitiva, de menor desempenho na escola e de morte por infecções.

Em todo o mundo, a prevalência da desnutrição infantil crônica diminuiu de 29,5% para 22,9%, entre 2005 e 2016.

Em 2016, a desnutrição aguda afetava 7,7% das crianças menores de 5 anos em todo o mundo, segundo o relatório. O dado representa cerca de 17 milhões de crianças.

Sobrepeso

Por outro lado, o sobrepeso é um problema crescente na maioria das regiões do mundo. Se estima que 6% das crianças com menos de 5 anos estavam acima do peso em 2016 (41 milhões), em comparação com 5,3% em 2005.

A obesidade em adultos também segue crescendo em todo o mundo, e representa um importante risco de doenças cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer.

A obesidade mundial mais do que dobrou entre 1980 e 2014. Em 2014, 600 milhões a mais de pessoas estavam obesas, o equivalente a 13% da população adulta mundial.

O problema é mais grave na América do Norte, Europa e Oceania, onde 28% dos adultos são obesos, em comparação a 7% na Ásia e 11% na África. Na América Latina e no Caribe, aproximadamente 25% da população adulta é considerada obesa.

Amamentação

Nunca tantas mulheres se dedicaram à amamentação exclusiva como hoje em dia, informa o estudo. No mundo todo, cerca de 43% dos lactantes menores de seis meses recebeu apenas leite materno em 2016. Em 2005, o percentual era de 36%.

A estimativa é que o aumento nos índices de lactância materna pode ter impacto preventivo sobre a mortalidade infantil, prevenindo 820 mil mortes de crianças por ano e 20 mil mortes maternas, relacionadas a câncer, anualmente. A amamentação reduz em 26% o risco de sobrepeso e obesidade na vida adulta.

O relatório foi lançado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), conjuntamente com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), o Programa Mundial de Alimentos (PMA), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Petrobras reduz preço da gasolina em 0,9% e do diesel em 0,1% a partir de quinta

Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores

   
Foto: andreas160578/Pixabay

A Petrobras vai reduzir o preço da gasolina nas refinarias em 0 9% e do diesel em 0,1% a partir desta quinta-feira, dia 14. A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores. 

Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a estatal agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.

Por: AE

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Bregas recifenses fazem sucesso em desfile de Sete de Setembro

Músicas Vai Descendo e Balança, de MC Troinha, foram temas de apresentações de pelo menos quatro bandas de fanfarra

   Bandas José Romão e Jesuína Show se apresentaram o soim do brega. Fotos: YouTube e Instagram/Reprodução

Nos desfiles em comemoração ao Dia da Independência do Brasil, celebrado nesta quinta-feira (7), não faltaram homenagens ao MC Troinha. O artista recifense foi lembrado em diversas apresentações de bandas de fanfarra no interior de Pernambuco e em outros estados, sobretudo com apresentações ao som dos hits Balança Vai descendo, que também foi gravado pelo manauara Márcia Fellipe. 

Um dos grupos que lançou mão das faixas foi a banda marcial José Romão, que desfilou nas ruas de Pedras de Fogo, na Paraíba. O coordenador geral e coreógrafo Wellington Victor, de 23 anos, foi o responsável pela ideia de usar o trabakho do cantor na apresentação. "Troinha está fazendo um sucesso muito grande aqui e resolvemos fazer uma pequena homenagem", afirma ele, acrescentando que a música brasileira deve ser respeitada, independente do ritmo. 

Nas redes sociais, o vídeo do desfile gerou uma série de comentários negativos, que reporvavam a inserção do brega em uma festa "política". Para Wellington, os críticos desconhecem o tipo de trabalho da banda José Romão: "Existem estilos de bandas marciais e de fanfarra. A nossa se encaixa ainda em outra categoria, a de banda show, que não faz os tradicionais desfiles de 7 de setembro. Fazemos evolução, pegamos músicas que estão 'estouradas' para o público". 

Em vez de uma baliza mulher, quem esteve à frente da José Romão neste ano foi um balizador. A quebra da tradição se deu pela vontade de Wellington, que assumiu o comando da apresentação pela primeira vez, de valorizar o talento dos dançarinos. "Na nossa banda tem um balizador e uma baliza mirim. Dentre os dançarinos, homens e mulheres, não podemos selecionar pelo sexo, mas pelo talento. Hoje, no Brasil, temos dançarinos talentosos em todo o Brasil", acredita ele. 

Em Caruaru, a homenagem ficou por conta da banda Jesuína Show. Aline Santos, que integra a diretoria da organização, conta que a ideia de usar Troinha no desfile veio dos próprios músicos. Eles foram apoiados pelas dançarinas, que criaram a coreografia para Vai descendo e a executaram. "A partir do momento que você vai ao públivo, é preciso aceitar os elogios e críticas. Muita gente falou mal, mas teve quem aplaudisse. A nossa banda não só toca, também dança", elucidou ela sobre a apresentação. O prório MC Troia compartilhou vídeos das apresentações tanto da José Romão quando da Jesuína Show, enaltecendo as coreografias. 

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Petrobras sobe preço da gasolina de novo neste sábado



Na quinta (31), a empresa anunciou reajuste de 4,2% no preço da gasolina, o mais alto desde que iniciou a nova política de preço
PetrobrasFoto: Reprodução/Fotos Públicas

A Petrobras anunciou nesta sexta (1º) aumento de 2,7% no preço da gasolina a partir deste sábado (2). É o segundo aumento no mês de setembro, em resposta à disparada das cotações internacionais após o furacão Harvey, nos Estados Unidos.

Apenas neste mês, a gasolina nas refinarias da estatal acumula alta de 7%, teto estabelecido pela nova política de preços da companhia para a concessão de reajustes pela área técnica. O preço do diesel também subirá neste sábado, em 4,4%.

Instituída no início de julho, a política dá autonomia à área técnica para ajustar os preços de acordo com as cotações internacionais, o câmbio e as condições de competição no mercado até o limite de 7% para cima ou para baixo.

Depois disso, as decisões têm que ser tomadas pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP), formado por membros da diretoria da empresa.

Na quinta (31), a empresa anunciou reajuste de 4,2% no preço da gasolina, o mais alto desde que iniciou a nova política de preços, com início de vigência nesta sexta.
Os reajustes seguem a disparada de preços nos Estados Unidos, provocada pelo fechamento de refinarias no Texas devido aos estragos provocados pelo furacão Harvey, que atingiu a costa norte-americana no último sábado (26).

Por: Folhapress

Pernambuco é um dos estados que mais desperdiça remédios, diz relatório

Foram perdidas 1.900 caixas de medicamentos para doenças como glaucoma e Alzheimer; produtos perderam a validade ou sofreram avarias no armazenamento

Medicamentos perdidos abasteceriam farmácias do Estado para distribuição gratuita. Produtos ficavam estocados no centro de distribuição, na MuribecaFoto: Jedson Nobre/Arquivo Folha


Um relatório da Controladoria Geral da União (CGU) colocou Pernambuco no ranking nacional de estados que descartaram medicações importantes para a saúde pública. A inutilização aconteceu por perda da validade das drogas estocadas e pela avaria de produtos em 2014. O volume do investimento desperdiçado, segundo preços praticados hoje em farmácias do Recife, soma cerca de R$ 130 mil reais. 

Na lista estão itens para o controle do glaucoma e remédio para Alzheimer. Foram parar no lixo, ao todo, 1,9 mil caixas dessas medicações. Além de Pernambuco, a avaliação sobre o fluxo do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF), política do Ministério da Saúde (MS) de apoio financeiro para aquisição e distribuição de medicamentos no SUS, investigou 24 secretarias estaduais de saúde (SES). 

No levantamento nacional, a CGU concluiu que, de forma geral, há divergências no quantitativo de medicamentos encaminhados pelo MS e os recebidos pelas SES; perda de medicamentos; aquisições mal dimensionadas; falhas na dispensação de medicamentos; aquisição de medicamentos com valores acima do preço máximo de venda do governo. Esses fatores contribuem para o desabastecimento das farmácias e a descontinuidade no tratamento dos pacientes. 

Com relação a Pernambuco, o parecer final aponta que “a aplicação dos recursos federais não está adequada e exige providências de regularização por parte dos gestores federais”. Para o superintendente da CGU em Pernambuco, Fábio da Silva Araújo, os resultados locais não diferem muito das irregularidades encontradas em outras partes do Brasil. “Não houve uma grande discrepância em relação ao resto do País. Entretanto, de fato algumas falhas foram vistas e o relatório mostra isso. Nas amostras que identificamos existem perdas. Infelizmente, alguns medicamentos foram descartados e isso já demonstra falhas no processo de aquisição. E houve ainda avaria, o que demonstra falha no armazenamento dos medicamentos”, disse Araújo. 

O superintendente se queixou da demora da SES em responder aos questionamentos feitos - o prazo seria de dez dias, mas a réplica só aconteceu em 51 dias -, e da dificuldade de obter informações e documentos sobre a aquisição de insumos da Ceaf. Entre as lacunas de documentos estavam itens obrigatórios para a dispensa de drogas, tais como receituário médico e Laudo para Solicitação, Avaliação e Autorização de Medicamentos do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (LME) em 3 das 163 Autorizações para Procedimentos Ambulatoriais de Alta Complexidade (APAC) analisadas.

No quesito perda ou desvio de medicamentos, a investigação, em visita ao Centro de Distribuição, no bairro da Muribeca, no dia 22 de setembro de 2014, verificou 15 lotes de drogas e constatou que, em três deles, houve o descarte por estarem vencidos e, em um, por avaria. As medicações em questão foram os colírios para controle de hipertensão ocular Travoprosta (85 unidades) e Bimatoprosta (1.813 unidades) que estavam vencidos; e o Bromidrato de Galantamina (três unidades) que apresentava avarias e tem uso voltado para o Alzheimer. Diante de desconformidades administrativas que evitassem o desperdício desses itens, houve a recomendação para que a SES fizesse o ressarcimento, ao Fundo Estadual de Saúde, dos valores identificados como prejuízo e até a instauração de Termo de Ajuste Sanitário. “Pode parecer um quantitativo pequeno (em relação à lista de descarte), mas diante das pessoas que precisam é um absurdo”, afirmou. 

Estado aponta falhas federais
A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que monitora, de forma sistemática e permanentemente, o estoque da Farmácia de Pernambuco para que não haja descontinuidade do tratamento dos pacientes. Isso inclui a questão do vencimento dos medicamentos. De acordo com Lei Estadual, toda medicação comprada pela SES, quando está a 20 dias do vencimento, precisa ser substituída pelo fornecedor, sem prejuízo ao tratamento dos pacientes. Sobre os lotes citados no relatório, a SES afirma que, apesar de todos os alertas, tais medicamentos foram enviados pelo Ministério da Saúde (MS) em grande quantidade, mas com um prazo curto de validade. 

Sobre a questão da ausência de determinadas Autorizações para Procedimentos Ambulatoriais de Alta Complexidade (Apac), a Farmácia de Pernambuco esclarece que a dispensação foi feita de maneira avulsa, porque, no momento da entrega, o Sistema Nacional de Gestão da Assistência Farmacêutica (Hórus), do MS, estava inoperante - fato que seria recorrente. Diante disso, para garantir a assistência aos usuários, foi realizada a dispensação manual. A pasta ainda frisou que o acesso dos usuários aos medicamentos excepcionais vem sendo ampliada anualmente.

Em 2007, a quantidade de beneficiados somava dez mil pessoas e a rede contava com apenas uma unidade. Atualmente, são cerca de 43 mil pessoas atendidas, um aumento de 330%, e um portfólio de 235 tipos de medicamentos. Até o fechamento desta edição, nem a SES, nem o MS informaram há quanto tempo os medicamentos descartados estavam vencidos. Nem quanto tempo permaneceram armazenados a partir da data de fabricação. Sobre falhas no Sistema Hórus, o MS está apurando o caso.

Por: Renata Coutinho
Folha de PE

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Professora é envenenada por alunos em Nazaré da Mata

Duas crianças e um adolescente teriam colocado chumbinho na água da docente



A equipe da Delegacia de Nazaré da Mata investiga uma suspeita de envenenamento contra uma professora dentro de uma escola pública do município nesta quinta-feira. Segundo informações preliminares, duas crianças de 10 e 11 anos e um adolescente de 13 anos teriam colocado chumbinho dentro da garrafa d'água da docente em sala de aula. Os três são alunos da professora.

Até o momento, não foi registrada uma queixa formal sobre o caso, mas a Polícia Civil de Pernambuco informou que já abriu inquérito para investigar o caso. O Diario de Pernambuco confirmou que a professora foi internada e já recebeu alta do Hospital Ermírio Coutinho, mas a unidade de saúde não forneceu mais detalhes. 

Segundo a polícia, um agente que compareceu ao Hospital Ermírio Coutinho para verificar a situação da professora também recebeu a informação da alta e obteve uma cópia do prontuário. No documento, o médico registrou o caso como suspeita de envenenamento, mas, depois de administrar medicações não especificadas, deu alta à paciente.

Testemunhas disseram que a educadora passou mal após beber uma água durante a aula. Para a polícia, a educadora confirmou a informação. Segundo ela, os três alunos costumam causar problemas na sala devido ao comportamento. Agentes estiveram no local, colherem materiais e encaminharam ao Instituto de Criminalística. Ainda de acordo com a polícia, foi cumprido o procedimento padrão do Ceatox para casos de envenenamento. O delegado Rommel Ricardo, titular da Delegacia de Nazaré da Mata, é o responsável pelas investigações.

As identidades dos alunos estão sendo preservadas.
Proxima  → Inicio

Tempo Macaparana

Anuncie Aqui!

Publicidade

Publicidade

Ivo Refrigeração

CLASSIFICADOS

Resultado Mega Sena

Horóscopo